Últimas:
  • Projeto de Hermano inclui… Oriundo de Projeto de Lei do deputado estadual Hermano Moras, foi aprovado nesta quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa, a inclusão de 5% de produtos derivados…
  • Projeto de aleitamento materno… Aprovado por unanimidade em votação na Assembleia Legislativa, o projeto do deputado estadual Hermano Morais assegura a criança o direito ao aleitamento materno nos estabelecimentos de…
  • Projeto e Emenda de… Um Projeto de Lei do deputado estadual Hermano Morais e uma Emenda, também de sua autoria, a um projeto do governo, foram aprovados por unanimidade…
  • Bicentenário da congregação Marista… Os 200 anos do Colégio Marista no mundo e os 86 anos em terras potiguares foram homenageados durante solenidade na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (11).…
  • Congregação Marista será homenageada… Para celebrar uma das instituições educacionais mais importantes de nosso tempo, o deputado estadual Hermano Morais, como um de seus ex-alunos, será o propositor de…
Facebook Twitter Instagram

Hermano participa de 3º Rastafé, em Guamaré

O deputado estadual Hermano Morais esteve no município de Guamaré neste domingo. O parlamentar participou do 3º Rastafé, evento católico puxado por um trio elétrico ao comando do padre Flávio.

Além do padre Flávio, estiveram presentes o prefeito Hélio Miranda e o vereador Edinor. Estima-se que 3 mil pessoas acompanharam o percurso que se encerrou na igreja matriz.

Antes do evento, Hermano esteve na casa dos pais do prefeito, Dona Maria e Sr.Mundinho e foi também na comunidade de Vila Maria, local onde se encerrou a cavalgada que teve início na parte da manhã.

Hermano pede atenção sobre rebaixamento da refinaria Clara Camarão

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) foi cauteloso em relação à notícia do possível rebaixamento de status da refinaria Clara Camarão, instalada no município de Guamaré. Em pronunciamento na Assembleia Legislativa durante sessão plenária manhã desta terça-feira (7) o parlamentar mostrou-se preocupado, mas disse preferir aguardar posicionamento oficial da Petrobras.

“Tomei conhecimento através de nota encaminhada por Jean Paul Prates, especialista em energia e inteirado do assunto. Diante do cenário de perda de 77% dos investimentos da Petrobras no RN e com uma leva de desemprego que veio como consequência de tudo isso, preferimos aguardar o posicionamento oficial da Petrobras”, disse.

Hermano Morais chamou atenção para a necessidade da união da classe política do Rio Grande do Norte nesse momento para que seja dirimida as dúvidas das intenções da Petrobras. “Queria destacar a preocupação de prefeitos do interior, especialmente de Guamaré, mas também os de outros municípios daquela região. Se confirmada essa mudança de status, será uma perda muito grande, afetando inclusive as empresas privadas”, avaliou.

Mais cedo, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), acatou convocação do deputado Fernando Mineiro (PT), e deliberou sobre a posição da Casa contra o rebaixamento de status da refinaria Clara Camarão, instalada no município de Guamaré. Um documento assinado pelos deputados presentes à sessão será lido nesta quarta-feira (8), na Comissão de Desenvolvimento Regional do Senado, em audiência pública proposta pela presidente da Comissão, senadora Fátima Bezerra (PT) para discutir sobre o assunto.

Fonte: AssembleiaRN

 

Nota sobre o rebaixamento da Refinaria Clara Camarão pela Petrobras

A Petrobras anunciou que rebaixará, a Ativo Industrial, a Refinaria Clara Camarão – instalada no município de Guamaré – que, segundo a própria estatal, bateu recorde mês passado na produção de Querosene de Aviação: foram produzidos 19.841 metros cúbicos do combustível, comprovando a viabilidade técnica e financeira da única refinaria do Nordeste que produz o QAV.

E mais: recentemente a Refinaria Clara Camarão recebeu da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis (ANP), a autorização para passar a processar 45 mil barris por dia de Petróleo, com possibilidade de expandir para 66 mil barris em curto prazo, passando, assim, inclusive, à frente da Refinaria de Manaus.

Desta forma, a Petrobras (que lucra explorando o nosso solo há anos) não pode tomar uma decisão desta natureza, de forma unilateral, pois implicará negativamente na economia não só do município de Guamaré, mas na economia de todo o Estado e na vida do povo potiguar.

Se concretizando tal medida, possivelmente haverá redução de investimentos no Rio Grande do Norte, uma vez que o Estado ficará totalmente excluído do plano estratégico e das discussões da Diretoria de Refino e Gás Natural.

Neste momento de dificuldade que atravessamos, é importante que o Governo do Estado do Rio Grande do Norte se posicione e que, toda a classe política, assim como as entidades representativas da cadeia produtiva e em especial a nossa bancada federal, se una em defesa dos interesses do nosso combalido Rio Grande do Norte.

Hermano Morais. Deputado Estadual.