Cajucultura e produção de queijo são temas de pronunciamento de Hermano

A cajucultura e a produção de queijo artesanal foram os temas do pronunciamento do deputado Hermano Morais (PMDB), na sessão ordinária desta quarta-feira (11) no plenário da Assembleia Legislativa. O parlamentar registrou a sua participação, no sábado (7) de um Dia de Campo, na fazenda Zé de Bia, em Severiano Melo,  onde foi discutida a importância da produção de caju para o Estado e onde recebeu o título de cidadania daquela cidade, conferido pela Câmara Municipal.

No Dia de Campo foi defendida a luta pelo fortalecimento da cajucultura, um setor importante para a economia de muitos municípios do Rio Grande do Norte. É necessária a renovação do cajueiral em função da seca que se abate sobre o estado e da praga da mosca branca. Aproveitamos para agradecer pelo título de cidadão, comenda que me foi entregue debaixo de um cajueiro em solenidade que contou com a presença dos vereadores Berg Monteiro, Diogo Biá, Gilson Carvalho, Cesinildo Gomes, Poliana Melo, Bruno Melo, Ivanésio Cândido, Derimar Barros e Dadilson Matias”, destacou o deputado.

Hermano disse que ontem na Festa do Boi, que está sendo realizada em Parnamirim, na região Metropolitana do Estado,  foi instalado a Câmara Técnica Setorial da Cajucultura, com  nove membros entre representantes de órgãos públicos e produtores para a discussão e troca de experiências sobre a cajucultura.

Já no domingo (8), também na Festa do Boi, o tema no Espaço Sebrae foi a produção de queijo, com exposição, degustação e venda do produto de diversas partes do País, quando Hermano teve a oportunidade de falar sobre  a Lei Nivardo Melo, de sua autoria, que regulamentou a produção artesanal de queijos no Rio Grande do Norte.

Nesta quarta-feira  esteve na mesa redonda no Espaço Sebrae sobre a Lei Nivardo Melo, com a participação do deputado Hermano Morais.

Fonte: Assembleia RN

Câmara Técnica da Cajucultura é instalada na Festa do Boi

A tão esperada criação da Câmara Técnica do Cajucultura (TECCAJU) foi instalada na manhã desta terça-feira (10) durante a 55ª Festa do Boi, em Parnamirim-RN. Produtores rurais de diversas regiões do Rio Grande do Norte, o secretário de Agricultura e Pesca, Guilherme Saldanha, o deputado estadual Hermano Morais, membros da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn) e alguns setores da sociedade civil se fizeram presentes na solenidade.

A criação da TECCAJU tem como necessidade em reconhecer e valorizar a cadeia produtiva da Cajucultura no Estado do Rio Grande do Norte, de modo a garantir a sustentabilidade e corrigir distorções entre os diversos atores da cadeia, garantindo a equidade econômica e financeira dos segmentos produtivos.

A TECCAJU será composta por nove representantes de Instituições Governamentais e Civis, como membros. Após a composição e definição, via eleição, do Presidente, que por sua vez indicará o Secretário Executivo, serão nomeados, por um período de dois anos, pelo Presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRUS). Os membros se reunirão, ordinariamente, duas vezes por ano, no início de cada semestre, e extraordinariamente quando convocado pelo seu Presidente ou pela maioria de seus membros ou ainda por solicitação do Conselho.

A entidade poderá criar Comissões ou Grupos de Trabalhos Específicos, com prazo determinado, para estudar, propor, detalhar e analisar assuntos relacionados com o cajucultor, nos aspectos inerentes ao Crédito Rural, Assistência Técnica e Extensão Rural, Pesquisa, Comercialização e Capacitação, prioritariamente.

O deputado “Zé do Cajú”, como assim os produtores de cajú de Severiano Melo passaram a chamar Hermano, vem lutando há quase dois anos pela causa, com realização de audiências públicas na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, bem como reuniões que sempre reforçaram a necessidade da instalação da desejada Câmara Técnica da Cajucultura.

“Conseguimos unir o setor com a materialização desta câmara técnica para uma discussão permanente, e o setor, assim, poder se reerguer. Com isso estamos bem animados com esta nova etapa a ser trabalhada por todos os envolvidos”, disse o parlamentar.

 

 

Hermano recebe título de cidadão em Severiano Melo

Enlutado há pouco mais de um ano e meio na causa da cajucultura, o deputado estadual Hermano Morais (PMDB) teve o reconhecimento dos vereadores de Severiano Melo após abraçar a causa local e se tornou o mais novo cidadão do município.

A honraria foi entregue ao parlamentar no último final de semana, em momento pouco convencional para a titulação. Isso porque a comenda foi concebida durante uma aula de campo na fazenda de Zé de Bia. Participaram os vereadores Berg Monteiro, Diogo Bia, Gilson Carvalho, Cesinildo Gomes, Poliana Melo, Bruno Melo, Ivanésio Cândido, Derimar Barros e Dadilson Matias.

“Queria agradecer em nome de Elano Gomes todo o legislativo municipal pelo reconhecimento. Me sinto muito feliz e honrado em ter recebido das mãos dos vereadores de Severiano Melo a placa que me concede o título de cidadão do município. Entramos com afinco na luta pela valorização da cajucultura, tão bem representativa na região e de potencial econômico para o Estado”, disse o deputado.

Hermano realizou duas audiências públicas na Assembleia Legislativa e participará durante a 55ª Festa do Boi do lançamento da câmara técnica do cajú, que irá estabelecer um debate recorrente entre os envolvidos no setor.