Hermano participa de eventos religiosos no Seridó

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) participou no último domingo (01) de algumas atividades religiosas na região do Seridó.

Primeiramente o parlamentar esteve em São José do Seridó para a procissão, seguida de missa campal em homenagem ao padroeiro São José. Pessoas de várias partes da região se fizeram presentes. Hermano esteve ao lado de Jocimar Dantas, ex-prefeito do município.

Em seguida, o deputado seguiu para Parelhas, mais precisamente na comunidade Barra, onde participou de Novena de São Francisco de Assis. Com a ex-vereadora Guia Dantas e o ex-secretário de Turismo, Carlinhos Assis, Hermano partilhou de jantar oferecido na casa de dona Nazinha.

Na parte da manhã, porém fora do Seridó a convite da vereadora Ceição da Saúde, Hermano também participou do final das festividades do Sagrado Coração de Jesus, em Triunfo Potiguar.

Hermano defende criação da Frente Parlamentar voltada para Empreendedorismo e Turismo

O Dia Mundial do Turismo, celebrado nesta quarta-feira (27), foi assunto do pronunciamento do deputado Hermano Moirais (PMDB) durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa. O parlamentar defende a criação da Frente Parlamentar voltada para o setor que “tem forte influência na economia do Rio Grande do Norte”.

“Não só o Brasil, como o Rio Grande do Norte tem muito a ser explorado do ponto de vista turístico e de acordo com o Ministério do Turismo, o Nordeste será destino de mais da metade dos brasileiros que pretendem viajar nos próximos meses. O Rio Grande do Norte precisa se preparar e evoluir no que se refere à cultura do Turismo”, disse Hermano.

Para o deputado, a criação de Frente Parlamentar de apoio ao Turismo viabiliza uma melhor interação junto aos setores importantes para economia. Hermano lembrou a importância do turismo religioso no Estado e destacou a canonização dos mártires de Cunhaú e Uruaçu que vai atrair visitas ao Estado. “O Rio Grande do Norte cresce em relação às atividades turísticas, gerando emprego e renda”, defendeu. A deputada Márcia Maia (PSDB) aparteou o deputado e ressaltou a importância de políticas públicas voltadas para o turismo que é ameaçado pela insegurança no Estado.

Ainda durante a sessão, o Hermano Morais falou sobre o Dia Nacional de Doação de Órgãos, também comemorado nesta quarta-feira. Para o parlamentar, essa é uma data importante de conscientização. “A população precisa de conscientizar sobre a importância de ser doador de órgãos, uma atitude que pode ajudar a milhares de pessoas que lutam por uma oportunidade de salvarem as suas vidas”, disse Hermano, que teve o discurso reforçado pelo presidente da Assembleia, o deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

Na ocasião, o presidente Ezequiel destacou a campanha institucional da Casa que incentiva a doação de órgãos “Doe órgãos. Salve vidas”. “Precisamos diminuir o número de pessoas que se recusam a doar órgãos no Estado. A quantidade está acima da média nacional, que já é alta. Enquanto que o índice nacional é de 43% de recusa familiar, no RN é de 52%. Foi pensando nisso, que a Assembleia promove esta campanha de conscientização e informação”.

Ezequiel Ferreira lembrou também a audiência pública que aconteceu para debater o assunto e contou com a participação de representantes das bancadas federal e estadual, Central de Transplantes, Câmara Municipal, Justiça Federal, secretarias de saúde pública estadual e municipal, associações e instituições interessadas no tema e sociedade em geral que foram convidadas.

Hermano Morais também falou sobre a crise entre as facções têxteis, empresários e o Ministério Público do Trabalho. Ele defendeu o programa Pró-Sertão. “Esse programa não pode acabar e precisa ser ampliado”. Criado pelo Governo do Estado, o Programa de Interiorização da Indústria Têxtil tem como objetivo contribuir para a geração de emprego e renda em municípios localizados em regiões de baixo desenvolvimento econômico, apoiando a implantação de novas empresas de confecções no Rio Grande do Norte.

Fonte: Assembleia RN

 

 

Na busca de ações por São Paulo do Potengi

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) requereu à Presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a execução do Projeto Assembleia Cidadã e instalação do Procon Móvel, em São Paulo do Potengi.

O município de São Paulo do Potengi tem quase 18 mil habitantes, localiza-se na Região do Potengi, está a 78 quilômetros de Natal e conta com uma área de 240 quilômetros quadrados de extensão.

Seus moradores, muitos com dificuldade de se locomover à capital, sobretudo os que residem na zona rural, necessitam contar com os serviços assistenciais citados.

Ambos têm contribuído muito, diagnosticando as dificuldades sociais do povo do Rio Grande do Norte, promovendo uma comunidade mais consciente de seus direitos e deveres, minimizando problemáticas através de atendimentos nas áreas de ação social, saúde, educação, cultura e lazer.

 

Hermano requer ao DER a recuperação da RN 120, entre os municípios de Elói de Souza e João Câmara

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) requereu ao Departamento de Estradas e Rodagens – DER, a recuperação da RN 120, entre os municípios de Elói de Souza e João Câmara.

Em função da precária situação em que se encontra as rodovias em todas as regiões do Rio Grande do Norte, a Assembleia Legislativa levou ao Governo do Estado a seguinte sugestão: utilizar os recursos previstos para a
construção da nova avenida Engenheiro Roberto Freire, em Natal, em torno de R$ 220 milhões, para a recuperação da malha rodoviária e a construção de novas estradas.

A nossas rodovias, infelizmente, não suportam mais os tapa buracos. Já são mais de 20 anos apenas com paliativos, sem recuperação, causando milhares de acidentes com vítimas fatais e prejuízos financeiros graves. E são através destas rodovias que, todos os dias, transitam pessoas e cargas que geram emprego e renda e dão grande contribuição através de impostos.

Desta forma, o parlamentar também solicita incluir no programa de recuperação de rodovias, a RN 120, entre os municípios de Elói de Souza e João Câmara, que recebe o tráfego de diversos caminhões pesados diariamente, e também tem sofrido com o seu estado deficitário.

Projeto visa formalizar nome de Campo Grande-RN

O deputado Hermano Morais (PMDB) registrou, durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (26), um projeto apresentado para alterar oficialmente o nome do município de Augusto Severo para Campo Grande.

“Desde 1991, o município de Augusto Severo passou a ser chamado de Campo Grande através de uma lei municipal, mas até hoje, a cidade é identificada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) como seu antigo nome”, justificou Hermano Morais.

No dia 6 de dezembro de 1991, através da Lei nº 155, a denominação do município foi alterada, de Augusto Severo para o seu antigo nome Campo Grande. O município foi emancipado de Assu através da Lei nº 114, de 14 de setembro, de 1858.

De acordo com o deputado, na maioria dos órgãos e instituições do país, como Correios, Justiça Eleitoral, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, a cidade está cadastrada com o seu legítimo nome, ou seja, Campo Grande.

Hermano Morais destacou que uma Representação da Câmara Municipal de Campo Grande, aprovada por unanimidade e enviada à Assembleia Legislativa, ressalta um fato relevante que é a identificação da população local com o nome de Campo Grande, sendo o nome essencial para a identificação cultural e política do povo da região.

“O projeto é importante para evitar problemas administrativos e dúvidas em relação a convênios federais, já que se não existir o reconhecimento por parte de alguns órgãos da União, o município fica prejudicado”, finalizou Hermano.

Fonte:ALRN

Hermano destaca lançamento do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo

O deputado Hermano Morais (PMDB) registrou, durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (20), a participação no lançamento do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo, de iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com o objetivo de debater as principais demandas do setor no Estado.

“Participei do evento e assumi o compromisso de apresentar um requerimento para criar a Frente Parlamentar em defesa do comércio. Essa Frente é de suma importância para que a economia comece a dar sinais de recuperação”, disse Hermano Morais.

O parlamentar disse ainda que a Frente Parlamentar em defesa do comércio e dos serviços do Rio Grande do Norte é uma forma de disseminar e articular políticas públicas para a atividade.

Na ocasião, o deputado também apresentou moção de pesar pela morte de Francisco Cabral, fundador da Expresso Cabral, viação de ônibus. “Externo meu pesar e solidariedade à família e amigos de homem que foi um dos precursores do transporte privado no Estado e que com seu legado muito honrou também os macauenses”.

Fonte: ALRN

“Grito do Emprego” se mobiliza em favor das facções têxteis no RN

No último sábado (16), em São José do Seridó, foi realizada uma Audiência Pública no ginásio da cidade para cobrar do Ministério Público do Trabalho (MPT) uma maior sensibilidade com a preservação do emprego de milhares de pessoas no Rio Grande do Norte que trabalham nas facções têxteis.

O órgão moveu uma ação contra a Guararapes, sob o argumento de não cumprimento de algumas exigências trabalhistas, sendo assim sugerindo a Justiça do Trabalho a multa no valor de R$ 38 milhões. Diante da crise que o Brasil e o Rio Grande do Norte se encontra, os “faccionistas”, representados pelos donos dessas empresas alegam que não vai dar para arcar com as multas impostas e consequentemente haverá demissões em massa.

Presente na mobilização, o deputado estadual Hermano Morais (PMDB) se diz  favor do emprego e torce pelo consenso. “As partes devem entrar num melhor acordo para que não haja prejuízo. O Rio Grande do Norte sofre muito com o desemprego e essas facções são responsáveis pela renda de muitas famílias”, disse o parlamentar.

O evento batizado de “Grito do Emprego” reuniu trabalhadores e colaboradores das pequenas facções de diversos municípios do Estado, para onde o projeto levou emprego e renda nos últimos anos.  Atualmente são 4 mil pessoas empregadas nas facções do Rio Grande do Norte, instaladas em 23 municípios. A maioria dos faccionistas está na região Seridó, onde há 3,500 trabalhadores contratados.

O município de São José do Seridó foi escolhido para sediar a movimentação contra a ação do MPT porque atualmente é a principal atividade econômica local e de municípios vizinhos. Em São José tem 15 facções, empregando diretamente 460 pessoas, indiretamente 800 e o total da cadeira produtiva chega a 5 mil pessoas.

 

 

Audiência enfatiza importância de diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil

A Assembleia Legislativa promoveu, nesta quinta-feira (14), audiência pública, de proposição do deputado Hermano Morais (PMDB), referente à campanha “Setembro Dourado”, que tem por objetivo a conscientização a respeito do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil. O foco do debate foi a relevância da divulgação dos sinais e sintomas da doença, do monitoramento constante dos pais ou responsáveis pelas crianças, bem como da união de esforços dos setores da sociedade envolvidos no combate à enfermidade.

“No Brasil, o câncer já representa a primeira causa de morte por doença, sendo 8% do total, entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos. E a estimativa é a de que ocorrerão cerca de 12600 novos casos de câncer infantojuvenil, no Brasil, em 2017. A região Nordeste ficará em segundo lugar, com 2750 casos novos”, explicou o parlamentar.

Ele complementou dizendo que o principal objetivo do debate é trazer informações que possibilitem o diagnóstico precoce e o combate mais eficaz da doença. “Com a orientação correta podemos reverter esses números. As pessoas precisam ter acesso a informações e dados, para que possamos evoluir nessa luta pela vida”.

Segundo o doutor Wilson Medeiros Filho, coordenador de Oncologia do Hospital Varela Santiago, a chave para uma maior chance de cura é o diagnóstico precoce, que fornece uma melhoria mais rápida, com mais qualidade e menos dolorosa. “A criança que chega com diagnóstico precoce, em quatro ou cinco dias está em casa. Já a que chega tardiamente, nesse mesmo tempo, está na UTI, recebendo um tratamento muito mais doloroso”, informou Wilson.

O médico disse também que, dos anos 2000 pra cá, chegamos num nível de cura de 70%. Além disso, dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostram que, no Rio Grande do Norte, ocorrem 150 novos casos de câncer infantil, por ano, mas, de acordo com ele, não são recebidas nem 70 crianças nos locais de atendimento ou tratamento. “Isso demonstra que ainda existe muita criança que morre sem nem ter diagnóstico, o que é muito preocupante”, completou.

A defensora pública Fabrícia Gaudêncio, coordenadora do Núcleo Especializado de Defesa da Saúde da Defensoria Pública Estadual, falou da importância da aproximação da Defensoria com a sociedade e, principalmente, com os grupos mais vulneráveis, a exemplo dos familiares e pacientes portadores de câncer. “Nossas parcerias buscam evitar ao máximo a judicialização das questões de saúde, mas, se for preciso, iremos apoiar a via judicial, sim. O que não pode é o paciente não receber seu atendimento e tratamento adequados”, enfatizou a coordenadora.

De acordo com a secretária municipal de saúde de Natal, Maria da Saudade Azevedo, o grande ponto é o diagnóstico precoce, mas o serviço público não consegue fazer as crianças chegarem sozinhas aos pontos de atendimento. Para ela, é preciso que os familiares estejam atentos aos sintomas, a fim de que possam ajudar de maneira rápida as nossas crianças e adolescentes. A secretária informou, ainda, que estão sendo feitas algumas ações de divulgação e de capacitação dos profissionais da saúde do município, em prol do Setembro Dourado, para que possam prestar um melhor atendimento a esse público específico.

A vereadora Júlia Arruda (PDT), propositora da “Lei Setembro Dourado” e coordenadora da Frente Parlamentar municipal em defesa dos direitos da criança e do adolescente, lembrou que a Frente já tem dez anos de existência e, neste ano, a “Setembro Dourado” comemora seu terceiro aniversário. A vereadora também convidou todos a participarem de uma reunião, na Câmara Municipal, no dia 28 de setembro, às 9h, em que será apresentado o balanço das realizações do Setembro Dourado e serão traçadas perspectivas e metas para o ano que vem.

Francineide Damasceno, presidente do Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC – RN), reforçou que a luta deve ser conjunta e que o GACC sozinho não conseguiria fazer nada. “Queremos continuar escrevendo histórias vitoriosas e, pra isso, precisamos nos manter unidos e falar mais das nossas necessidades. Por exemplo, nós não temos uma central de transplantes aqui no estado e, por isso, enviamos nossas crianças para fora. Isso tem que mudar.”, pleiteou a presidente.

Segundo o presidente da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONACC) e da Casa Durval Paiva, Rilder Campos, ao longo de vinte anos, as casas de apoio e os tratamentos melhoraram muito, mas ainda não há sucesso suficiente em termos de cura. “É preciso dividir a responsabilidade entre todos, pois o câncer é democrático, não escolhe raça, classe nem crença”, complementou.

Por fim, Rilder afirmou que todos deveriam sair da audiência com a missão de serem multiplicadores de informação. “A divulgação é essencial nessa luta. Um tem que ajudar o outro, porque o problema é de todo o Brasil, é de todos nós”, finalizou.

Fonte: ALRN

Hermano manifesta preocupação com perdas de postos de trabalho no RN

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) manifestou, durante a sessão plenária desta quinta-feira (14), na Assembleia Legislativa, preocupação em relação à baixa de postos de trabalho no Rio Grande do Norte. O parlamentar relembrou o fechamento da empresa Alpargatas S.A. e afirmou que ação impetrada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) pode agravar a situação.

“Além da crise econômica, a seca e problemas administrativos que tem impedido a manutenção de empregos e a atração de investimentos têm provocado muitas baixas no mercado de trabalho. O fechamento da quarta unidade da Alpargatas, em Nova Cruz, há 10 dias, pôs fim à renda de 375 famílias, repercutindo no município e na Região Agreste”, disse o deputado.

Hermano Morais afirmou que após o fechamento, os equipamentos da empresa foram prontamente desmontados e, de acordo com informações compartilhadas com ele, levados para a Paraíba. O parlamentar então sugestionou que o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial (Proadi) fosse analisado, pois as perdas para o estado paraibano são recorrentes, ressaltando também a importância de se observar a concessão de incentivos fiscais em prática no RN e na Paraíba.

O deputado chamou a atenção dos colegas em plenário para outros postos de trabalho que o RN ainda pode perder. Ele afirmou que a ação civil pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho contra as facções de costura que prestam serviços terceirizados ao grupo Guararapes Confecções abre espaço para novas demissões.

“Não defendo a precarização do emprego, mas é preciso que um denominador comum seja encontrado, para não termos mais baixas, para que o desemprego não aumente. Em São José do Seridó, por exemplo, onde as facções funcionam em grande número, e o índice de desemprego é muito baixo e famílias e famílias dependem delas. Tanto que um protesto está seno organizado pela população para os próximos dias”, registrou Hermano Morais, encerrado sua fala no legislativo estadual.

Fonte: ALRN

Projeto do Fundo do Idoso é aprovado na Comissão de Educação da ALRN

O Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Hermano Morais (PMDB) que institui o Fundo Estadual da Pessoa Idosa (FUNEPI) foi aprovado por unanimidade em reunião ordinária na manhã desta quarta-feira (13) na Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social da Assembleia da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

O FUNEPI será destinado a financiar os programas e ações relativas à pessoa idosa, com vista a assegurar os seus direitos e criar condições para promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade. O FUNEPI tem por finalidade a captação, o gerenciamento e a aplicação de recursos financeiros, objetivando promover, manter e garantir a execução da política estadual de promoção, proteção e defesa dos direitos da pessoa idosa.

Até 2050, a população idosa deverá representar 22% da população mundial. Deste número, mais de 80% viverá em países em desenvolvimento e, pela primeira vez na história da humanidade, teremos no mundo mais idosos do que crianças. As transformações no Brasil também estão acontecendo. Em 2010, nosso país já possuía mais pessoas com mais de 65 anos do que crianças com até 4 anos de idade.

O Projeto seguirá para votação no plenário da Casa.