Últimas:
  • Projeto de Hermano inclui… Oriundo de Projeto de Lei do deputado estadual Hermano Moras, foi aprovado nesta quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa, a inclusão de 5% de produtos derivados…
  • Projeto de aleitamento materno… Aprovado por unanimidade em votação na Assembleia Legislativa, o projeto do deputado estadual Hermano Morais assegura a criança o direito ao aleitamento materno nos estabelecimentos de…
  • Projeto e Emenda de… Um Projeto de Lei do deputado estadual Hermano Morais e uma Emenda, também de sua autoria, a um projeto do governo, foram aprovados por unanimidade…
  • Bicentenário da congregação Marista… Os 200 anos do Colégio Marista no mundo e os 86 anos em terras potiguares foram homenageados durante solenidade na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (11).…
  • Congregação Marista será homenageada… Para celebrar uma das instituições educacionais mais importantes de nosso tempo, o deputado estadual Hermano Morais, como um de seus ex-alunos, será o propositor de…
Facebook Twitter Instagram

Hermano lembra que queda de investimentos da Petrobras no RN já chega a 77%

O deputado Hermano Morais (PMDB) se pronunciou na sessão desta quinta-feira (9), na Assembleia Legislativa, sobre a redução de investimentos da Petrobras no Rio Grande do Norte nos últimos 10 anos. Segundo Hermano, a queda já representa 77% em relação ao que a empresa chegou a investir no Estado, no tempo em que a estatal era mais forte e atraía investimentos de outras empresas prestadoras de serviços.

“O Brasil vem perdendo e o Rio Grande do Norte é vítima da falta de investimentos”, relatou Hermano, ressaltando que o Estado é rico, tem potencial para se desenvolver, mas está em um patamar bem abaixo do que deveria estar. Hermano citou o Estado como rico em mineração, em potencial energético, sendo auto suficiente em energia, além de ter, no litoral, a principal atividade econômica, se referindo ao turismo.

O impasse com a Petrobras, levantado depois que a empresa acenou com a possibilidade de rebaixar o status da refinaria Clara Camarão, em Guamaré, foi discutido pelo deputado chamando atenção para a união da classe política. Ele afirmou que após duas reuniões da bancada federal, uma no gabinete do senador José Agripino, e outra em uma audiência promovida pela senadora Fátima Bezerra (PT), a Petrobras já acenou com a possibilidade de não alterar o status da refinaria, e garantiu que não haverá demissões. “Isso alivia a tensão, mas a preocupação continua”, disse Hermano.

Em aparte ao parlamentar, o deputado George Soares, que tinha se pronunciado sobre o mesmo assunto, voltou a criticar a redução de investimentos por parte da Petrobras. Ele citou os municípios de Alto do Rodrigues e Macau como vítimas da redução dos recursos da estatal.

O deputado Hermano Morais encerrou o pronunciamento convidando para a Sessão Solene, proposta por ele, nesta sexta-feira, para homenagear os 50 anos da Renovação Carismática Católica. A sessão acontecerá no Plenário da Assembleia Legislativa, às 9h30.

Fonte: AssembleiaRN

Agro em questão: pauta discute a regularização dos débitos rurais

Discutir a regularização de débitos rurais junto às instituições financeiras foi o foco do Seminário intitulado: “Agro em questão”, realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), nesta terça-feira (31), em Brasília.

O parlamentar estadual, deputado Hermano Morais (PMDB-RN), falou sobre a importância da realização do evento que discutiu os gargalos da Lei 13.340,  medida facilitadora da negociação dos débitos rurais. Hermano ressaltou que “a norma precisa ser esclarecida com relação à sua implementação, como também a lentidão no atendimento aos produtores, já que apenas um pequeno percentual foi atendido”.

Para o presidente da CNA, João Martins, é necessário a discussão acerca de agropecuária no país, dando a devida importância para as regiões mais necessitadas de investimentos. “Só se combate a desigualdade com a igualdade entre os desiguais e a lei 13. 340 vem para trazer igualdade aos produtores rurais, que muitas vezes se endividam com o crédito rural e ficam privados de investir mais”, explicou.

O encontro contou com paineis relevantes para a agropecuária brasileira, nos quais os participantes puderam acompanhar debates a respeito da Lei 13.340/2016, as principais dificuldades em adesão à medida, a prorrogação, as operações rurais inscritas na Dívida Ativa da União (DAU), questionamentos e demandas de ativos da União, entre outros.

Com cerca de 100 participantes, entre técnicos agropecuários, produtores e representantes dos bancos financiadores, estiveram presentes parlamentares, predominantemente das regiões Norte e Nordeste, que reivindicaram a importância da prorrogação da lei 13.340 de 2016, que ainda deve ser aperfeiçoada.

Fonte: Ascom Unale

Nota sobre o rebaixamento da Refinaria Clara Camarão pela Petrobras

A Petrobras anunciou que rebaixará, a Ativo Industrial, a Refinaria Clara Camarão – instalada no município de Guamaré – que, segundo a própria estatal, bateu recorde mês passado na produção de Querosene de Aviação: foram produzidos 19.841 metros cúbicos do combustível, comprovando a viabilidade técnica e financeira da única refinaria do Nordeste que produz o QAV.

E mais: recentemente a Refinaria Clara Camarão recebeu da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis (ANP), a autorização para passar a processar 45 mil barris por dia de Petróleo, com possibilidade de expandir para 66 mil barris em curto prazo, passando, assim, inclusive, à frente da Refinaria de Manaus.

Desta forma, a Petrobras (que lucra explorando o nosso solo há anos) não pode tomar uma decisão desta natureza, de forma unilateral, pois implicará negativamente na economia não só do município de Guamaré, mas na economia de todo o Estado e na vida do povo potiguar.

Se concretizando tal medida, possivelmente haverá redução de investimentos no Rio Grande do Norte, uma vez que o Estado ficará totalmente excluído do plano estratégico e das discussões da Diretoria de Refino e Gás Natural.

Neste momento de dificuldade que atravessamos, é importante que o Governo do Estado do Rio Grande do Norte se posicione e que, toda a classe política, assim como as entidades representativas da cadeia produtiva e em especial a nossa bancada federal, se una em defesa dos interesses do nosso combalido Rio Grande do Norte.

Hermano Morais. Deputado Estadual.

Hermano cobra liberação de recursos federais para projetos hídricos no RN

Em pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (26), na Assembleia Legislativa, o deputado Hermano Morais (PMDB) externou preocupação com a crise hídrica no Rio Grande do Norte. O parlamentar destacou a situação da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves e pediu uma maior atuação da bancada federal do Estado em favor da liberação de recursos federais para projetos hídricos no RN.

“A Armando Ribeiro Gonçalves está com capacidade atual de apenas 14%. A expectativa é que até dezembro desse ano a barragem atinja o volume morto e, como consequência, cerca de 65 municípios potiguares entrem em colapso, ou seja, passem a ser abastecidos por carros-pipa”, alerta Hermano.

De acordo com o deputado, especialistas apontam para a possibilidade de um inverno regular no Estado a partir do próximo ano, mas são necessárias providências para que os projetos hídricos sejam efetivados. “É necessário um esforço ainda maior da bancada federal potiguar para a liberação de recursos federais visando a conclusão de adutoras e perfuração de poços que garantam a sobrevivência da população e animais. Mesmo com a previsão do inverno, é preciso prevenir e implementar os investimentos na área”, argumenta ele.

Em aparte, o deputado Souza reforçou a necessidade de recursos para os projetos hídricos em andamento no Estado. “A Caern apresentou um conjunto de oito projetos para adutoras no RN. Ou seja, existem os projetos, mas faltam recursos para um setor essencial que é o abastecimento de água”, observa Souza.

Fonte: Assembleia RN

Sessão Solene homenageia Hospital Infantil Varela Santiago pelos 100 anos

O deputado estadual Hermano Morais (PMDB) será o propositor de sessão solene na próxima quarta-feira (18) pelo centenário do Hospital Infantil Varela Santiago, que foi comemorado no último dia 12. A solenidade acontecerá a partir das 9h no Plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Na ocasião serão homenageados Cândido Varela (sobrinho do dr.Varela), Maria Zélia Fernandes (pioneira no tratamento de câncer), Iolanda Nepomuceno (presidente da casa de Apoio Nazinha Lamartine), dr.Paulo Xavier Trindade (diretor superintendente do hospital e representado por dra.Maria da Penha Cavalcante), Manoel de Medeiros Brito, dr.Silvio Lamartine de Faria – in memoria (representado por Otávio Lamartine) e Aluizio Alves – in memoria.

O hospital tem capacidade de atender a 110 leitos distribuídos nas diversas especialidades médicas e enquanto espaço físico dispõe de seis salas de atendimento médico em sistema de consultas eletivas; Uma sala para vacina, uma sala para internamento e uma para atendimento ambulatorial de oncologia.

Também tem duas unidades para internamentos e tratamentos de patologias gerais conhecidos por Unidade para Lactentes engenheiro Ubergue Ribeiro (crianças de 0 a 2 anos) e Unidade Pedro Câmara (Crianças de 03 a 14 anos); Dispõe ainda da Unidade Esperança destinada a atender crianças com doenças infecto-contagiosas. E somam-se a estes os outros setores de maior complexidade que são: Clínica Cirúrgica, Unidade para Neurocirurgias, UTIP (Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica), UTIN (Unidade de Terapia Intensiva Neonatal) e o Centro de Onco-hematologia Infantil (COHI).

Em média, o Varela Santiago realiza 13.500 mil procedimentos por mês e os serviços complementares como: Farmácia, Laboratório, Quimioterapia, Brinquedoteca, Serviço Social, Psicologia, Fisioterapia, Pedagogia, Terapia Ocupacional, Higienização, Setor de Controle de Infecção Hospitalar, Centro de Processamento de Roupas, Serviço de Nutrição e Dietética, Radiologia e Ultrassonografia.

O que?  Sessão Solene pelos 100 anos do Hospital Infantil Varela Santiago

Quando? Quarta-feira, 18 de outubro

Onde? Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Horário? 9h

Cajucultura e produção de queijo são temas de pronunciamento de Hermano

A cajucultura e a produção de queijo artesanal foram os temas do pronunciamento do deputado Hermano Morais (PMDB), na sessão ordinária desta quarta-feira (11) no plenário da Assembleia Legislativa. O parlamentar registrou a sua participação, no sábado (7) de um Dia de Campo, na fazenda Zé de Bia, em Severiano Melo,  onde foi discutida a importância da produção de caju para o Estado e onde recebeu o título de cidadania daquela cidade, conferido pela Câmara Municipal.

No Dia de Campo foi defendida a luta pelo fortalecimento da cajucultura, um setor importante para a economia de muitos municípios do Rio Grande do Norte. É necessária a renovação do cajueiral em função da seca que se abate sobre o estado e da praga da mosca branca. Aproveitamos para agradecer pelo título de cidadão, comenda que me foi entregue debaixo de um cajueiro em solenidade que contou com a presença dos vereadores Berg Monteiro, Diogo Biá, Gilson Carvalho, Cesinildo Gomes, Poliana Melo, Bruno Melo, Ivanésio Cândido, Derimar Barros e Dadilson Matias”, destacou o deputado.

Hermano disse que ontem na Festa do Boi, que está sendo realizada em Parnamirim, na região Metropolitana do Estado,  foi instalado a Câmara Técnica Setorial da Cajucultura, com  nove membros entre representantes de órgãos públicos e produtores para a discussão e troca de experiências sobre a cajucultura.

Já no domingo (8), também na Festa do Boi, o tema no Espaço Sebrae foi a produção de queijo, com exposição, degustação e venda do produto de diversas partes do País, quando Hermano teve a oportunidade de falar sobre  a Lei Nivardo Melo, de sua autoria, que regulamentou a produção artesanal de queijos no Rio Grande do Norte.

Nesta quarta-feira  esteve na mesa redonda no Espaço Sebrae sobre a Lei Nivardo Melo, com a participação do deputado Hermano Morais.

Fonte: Assembleia RN

Câmara Técnica da Cajucultura é instalada na Festa do Boi

A tão esperada criação da Câmara Técnica do Cajucultura (TECCAJU) foi instalada na manhã desta terça-feira (10) durante a 55ª Festa do Boi, em Parnamirim-RN. Produtores rurais de diversas regiões do Rio Grande do Norte, o secretário de Agricultura e Pesca, Guilherme Saldanha, o deputado estadual Hermano Morais, membros da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn) e alguns setores da sociedade civil se fizeram presentes na solenidade.

A criação da TECCAJU tem como necessidade em reconhecer e valorizar a cadeia produtiva da Cajucultura no Estado do Rio Grande do Norte, de modo a garantir a sustentabilidade e corrigir distorções entre os diversos atores da cadeia, garantindo a equidade econômica e financeira dos segmentos produtivos.

A TECCAJU será composta por nove representantes de Instituições Governamentais e Civis, como membros. Após a composição e definição, via eleição, do Presidente, que por sua vez indicará o Secretário Executivo, serão nomeados, por um período de dois anos, pelo Presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRUS). Os membros se reunirão, ordinariamente, duas vezes por ano, no início de cada semestre, e extraordinariamente quando convocado pelo seu Presidente ou pela maioria de seus membros ou ainda por solicitação do Conselho.

A entidade poderá criar Comissões ou Grupos de Trabalhos Específicos, com prazo determinado, para estudar, propor, detalhar e analisar assuntos relacionados com o cajucultor, nos aspectos inerentes ao Crédito Rural, Assistência Técnica e Extensão Rural, Pesquisa, Comercialização e Capacitação, prioritariamente.

O deputado “Zé do Cajú”, como assim os produtores de cajú de Severiano Melo passaram a chamar Hermano, vem lutando há quase dois anos pela causa, com realização de audiências públicas na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, bem como reuniões que sempre reforçaram a necessidade da instalação da desejada Câmara Técnica da Cajucultura.

“Conseguimos unir o setor com a materialização desta câmara técnica para uma discussão permanente, e o setor, assim, poder se reerguer. Com isso estamos bem animados com esta nova etapa a ser trabalhada por todos os envolvidos”, disse o parlamentar.

 

 

Navio Veleiro “Cisne Branco” recebe autoridades para café da manhã em Natal

O Navio Veleiro “Cisne Branco” promoveu um café da manhã para autoridades militares e civis no dia 2 de outubro em Natal. O evento integrou a programação do Navio Veleiro durante sua permanência na capital potiguar, onde atracou no dia 30 de setembro e desatracou em 4 de outubro.

O evento teve a participação de parlamentares, além de representantes do Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, Sociedade dos Amigos da Marinha em Natal, Polícia Federal, Receita Federal, Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Governo do Estado e Prefeitura de Natal. Entre os parlamentares do Rio Grande do Norte, prestigiaram o café da manhã os deputados federais Rafael Motta, Antônio Jácome e Zenaide Maia, além do deputado estadual Hermano Morais.

O café da manhã contou com a presença do Comandante do 3o Distrito Naval, Vice-Almirante Renato Rodrigues de Aguar Freire, que proferiu palavras para as autoridades presentes antes do café da manhã.

Após as palavras do Vice-Almirante Aguiar Freire, o Comandante do “Cisne Branco”, Capitão de Mar e Guerra João Alberto de Araújo Lampert, falou sobre a participação do Navio Veleiro na “Comissão Europa 2017”. A viagem de representação atendeu a diversos convites remetidos ao Brasil e à Marinha do Brasil.

Foram 6 meses e 14 dias em que o “Cisne Branco” visitou 19 cidades em 13 países, cumprindo os principais propósitos do Navio Veleiro, que são representar a Marinha do Brasil em eventos náuticos, fomentar a mentalidade marítima em nossa sociedade, preservar as tradições navais e contribuir para a formação marinheira do pessoal da Instituição.

Hermano recebe título de cidadão em Severiano Melo

Enlutado há pouco mais de um ano e meio na causa da cajucultura, o deputado estadual Hermano Morais (PMDB) teve o reconhecimento dos vereadores de Severiano Melo após abraçar a causa local e se tornou o mais novo cidadão do município.

A honraria foi entregue ao parlamentar no último final de semana, em momento pouco convencional para a titulação. Isso porque a comenda foi concebida durante uma aula de campo na fazenda de Zé de Bia. Participaram os vereadores Berg Monteiro, Diogo Bia, Gilson Carvalho, Cesinildo Gomes, Poliana Melo, Bruno Melo, Ivanésio Cândido, Derimar Barros e Dadilson Matias.

“Queria agradecer em nome de Elano Gomes todo o legislativo municipal pelo reconhecimento. Me sinto muito feliz e honrado em ter recebido das mãos dos vereadores de Severiano Melo a placa que me concede o título de cidadão do município. Entramos com afinco na luta pela valorização da cajucultura, tão bem representativa na região e de potencial econômico para o Estado”, disse o deputado.

Hermano realizou duas audiências públicas na Assembleia Legislativa e participará durante a 55ª Festa do Boi do lançamento da câmara técnica do cajú, que irá estabelecer um debate recorrente entre os envolvidos no setor.